A importância do Gerenciamento de Ativos na era LGPD

Atualizado: 27 de Jan de 2021


Você sabe qual é a definição de um ativo de TI?


É qualquer tecnologia que o negócio necessite para funcionar: softwares, hardwares, serviços em nuvens, pessoas, informação, documentação, contratos, etc. Ou seja, Gerenciamento de Ativos de TI nada mais é que uma série de práticas de negócio indispensável para gestão financeira, contratual, segurança e para aderência às boas práticas e obrigações legais. Gerenciar os ativos de TI de uma empresa vai muito além de um mero levantamento de equipamentos.


Quando bem feito:

  • Facilita a tomada de decisões estratégicas e financeiras;

  • É pré-requisito para compliance, normas legais e LGPD;

  • É essencial para segurança da informação e mitigação de riscos;

  • Facilita o entendimento do valor de TI para o negócio;

  • Otimiza processos, possibilita melhor implantação das demais práticas de gestão;

  • Elimina o desperdício de tempo e dinheiro por falta de controle.

Preencha o formulário abaixo e agende uma conversa com o Grupo Assaf sobre adequação à LGPD




Gerenciamento de Ativos

Um bom gerenciamento deve manter informação real e atualizada além de cobrir o ciclo de vida de ativos: planejar, solicitar, adquirir, receber, gerenciar e retirar.


Conheça a seguir as considerações e os tipos de Gerenciamento Ativos que existem:


Ativos de Hardware

  • São os competentes físicos da TI, o foco principal está em alinhar o uso com proteção adequada;

  • Deve estar fielmente conectado com software, esses dois tipos de ativos não podem estar separados.


Ativos de Software

  • Deve ser distinguido pela licença e conectado com os outros ativos de TI;

  • Envolve gestão de custos, documentação, licenciamento, distribuição, manutenção e ciclo de vida de desenvolvimento;

  • Para manter a conformidade nas solicitações de manutenções e melhorias de sistema, é importante que usuários-chave tenham conhecimento da LGPD;

  • É considerado pela EXIN ITAMOrg, o ativo mais crítico de gerenciamento de serviços de TI, pois envolve maior risco financeiro e jurídico em termos de licença e conformidade.


Ativos de Serviços e Nuvem

  • Deve ser incluído os serviços fornecidos pelos servidores de um provedor de nuvem, armazenamento de dados, soluções de backup, aplicativos e serviços baseados na web, etc.